Durabilidade das janelas

O PVC é o material mais utilizado no setor da construção. Carateriza-se pela sua vida útil, a sua inocuidade e segurança. Tem uma alta inércia química, isto significa que não sofre nenhum tipo de alteração pela ação de agentes externos como pode ser a poluição ambiental, a radiação solar, a salinidade, a humidade, o frio, o calor ou outros agentes corrosivos. Além disso, o PVC tem uma grande facilidade para incorporar aditivos que potenciam as suas prestações e reforçam a inércia química que este material tem por sí só.

Calidad PVC Veka

Alguns dados do PVC

É um material cujos componentes provêm do petróleo (43%) e do sal (57%), pelo que é a resina com menor dependência do petróleo. O PVC foi patenteado como fibra sintética  há mais de 80 anos e em 1931 iniciou-se a sua comercialização.

Na atualidade, o consumo mundial situa-se em torno aos 23 milhões de toneladas anuais, o que o converte num dos plásticos com maior procura no mundo junto com o Polietileno.

A inércia química do PVC faz com que a mecanização e a manipulação dos perfis não  necessite de outros tratamentos para proteger o material, como sucede com a madeira, ou simplesmente se deixe exposto á agressão meioambiental como normalmente ocorre na janela de alumínio.

A diferença de outros materiais utilizados na fabricação de janelas, no caso do PVC é que não importa que a superfície se golpeie, se risque ou se danifique  por algum meio vandálico, já que o PVC é um material muito resistente. E tudo isso com uma simples e mínima manutenção. Sómente faz falta água e sabão para que as janelas de PVC se mantenham estéticamente perfeitas como no primeiro dia.

O PVC é o material mais completo, competitivo e eficiente daqueles utilizados na fabricação de janelas e portas. E assim o indica a normativa que regula a construção em Espanha, o Código Técnico da Edificação.

Vantagens e prestações das janelas de PVC frente ás janelas de alumínio e de madeira

CARATERÍSTICAS DO PVC
  • Excelente isolante térmico
  • Alto isolamento acústico
  • Longa duração
  • Baixa permeabilidade ao ar
  • Alta estanquecidade á água
  • Imune á contaminação
  • Resiste á condensação
  • Fácil de limpar
  • Manutenção mínima
  • Estabilidade da cor
 
CARATERÍSTICAS DO ALUMÍNIO
  • Muito reduzidas prestações como isolante
  • Permite a condensação
  • Suscetível de se oxidar e riscar-se
  • Suscetível de ser corroído num curto prazo de tempo
  • União mecânica das esquinas, portanto, não é estanque, permitindo a passagem de ar e água
  • As esquinas unem-se mediante parafusos que podem desaparafusar
CARATERÍSTICAS DA MADEIRA
  • Absorve a humidade, o que pode ocasinar gretamento e curvatura, que permitem a passagem de ar e da água
  • Vê-se afetada por todo o tipo de condições
  • Requer uma frequente e custosa manutenção
  • Menos precisão da geometria: existe uma espessura limite á qual se pode cortar a madeira antes que perca totalmente a sua resistência
 

A janela de PVC é a que mais energia poupa, até 70% em relação a outros materiais

Comparativo de uma janela fabricada com outro material frente a uma janela fabricada com PVC Veka

Comparativo de uma janela fabricada com outro material frente a uma janela fabricada com PVC Veka

Analisados 14 tipos de janelas com distintos materiais (alumínio, madeira e PVC), com distintos envidraçamentos e comparando para cada caso o aforro de energia alcançado se se substitui cada janela por outra de caraterísticas superiores, o aforro alcançado instalando uma janela de PVC frente a uma de alumínio pode chegar a 70% (PVC com vidro baixo emissivo frente a alumínio sem rotura e vidro simples).

O estudo parte de um Organismo Oficial e independente como o Instituto para a Diversificação e Aforro da Energia IDAE, dependente do Ministério de Indústria, Turismo e Comércio, editado no guia técnico “Soluções de Envidraçamento e Fechamento  Envidraçado”. O resultado obtido, em todos os casos analisados pelo IDAE, é que a janela de PVC é a que mais energia poupa, contribuindo ao mesmo tempo e de forma decisiva para reduzir as emissões de CO2 para a atmosfera. Sem obstáculo, o IDAE só analisa janelas de PVC com 3 câmaras isolantes, enquanto que as janelas fabricadas com perfis de PVC Veka são de 5 ou 7 câmaras, aumentando o aforro energético entre 27% e 44% respetivamente.